João Domingues Prates Neto, Estudante
  • Estudante

João Domingues Prates Neto

Francisco Morato (SP)
0seguidor0seguindo
Entrar em contato

Comentários

(3)
João Domingues Prates Neto, Estudante
João Domingues Prates Neto
Comentário · há 6 meses
Faltou um aspecto nesse artigo: voto nulo não faz sentido! estamos numa democracia eletrônica, não há mais a necessidade (ou poderíamos dizer a possibilidade) de voto nulo. Temos para isso o voto em branco e o justificar o voto que suprem todas as situações necessárias. O voto nulo, EM TESE, vem do erro na votação, no caso, a pessoa votou num número inexistente e confirmou após, e, PASMEM, a máquina aceita isso e encara como se fosse intencional o voto nulo (como se a intenção do eleitor fosse votar nulo!). Sendo erro a máquina deveria retornar e forçar um número correto, e caso o eleitor se mostre inábil demais deveria ao menos haver a possibilidade dele retirar-se do local de votação, tornar ao seu lar e conseguir lá o número do seu candidato, podendo mais tarde retornar ao local de votação e consolidar assim a democracia votando no seu candidato de fato. Trata-se portanto de um grande absurdo (um pouco menor talvez do que aquele de pessoas como eu poderem ainda dizer isso aqui, mas se você, caro leitor e eleitor, está lendo é porque ainda pode), a máquina não tem porque aceitar um erro grosseiro como esse, deveria antes ao menos (se acharem que dar uma lista com os candidatos para ele poder verificar novamente qual o número do seu é algo excessivo ainda) converte-lo ou em voto em branco ou em voto na legenda, mas não sem antes dar-lhe ao menos umas 3 chances de acertar (de repente leu errado o teclado ou algo assim), sendo que na última chance deveria abrir-lhe uma listagem com todos os números parecidos com aquele que ele tentou votar, listagem essa em que ficaria claro qual é definitivamente o seu candidato. Tudo isso é relativamente simples e rápido, inclusive durante a votação, pode ser facilmente instruído anteriormente mediante campanha de conscientização eleitoral. Ninguém tem intenção de votar nulo, isso é da época do macaco Tião, do voto de protesto, quando o povo quer isso costuma escolher candidatos mais burlescos como os falecidos Clodovil ou Enéas. Trata-se de um absurdo democrático sem explicação aparente portanto, ora, se não quero votar voto em branco ou simplesmente não compareço e após justifico, deixar a democracia engolir um forçoso voto nulo é absurdo demais para ser, porém verdadeira expressão de nossa liberdade de fato.

Perfis que segue

Carregando

Seguidores

Carregando

Tópicos de interesse

Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros perfis como João

Carregando

João Domingues Prates Neto

Entrar em contato